Dicas para quem pensa em abrir um food truck

Ter um restaurante é o sonho de muitas pessoas, sejam elas estudantes de gastronomia ou cozinheiros de mão cheia. O que alguns ignoram,é que ter um restaurante é tão trabalhoso quanto qualquer outro negócio, e requer investimentos tão grandes como qualquer outro. Uma saída para aqueles que querem trabalhar nesse ramo com a metade dos custos, é abrir um food truck. Confira algumas dicas!

Custos

Antes de tudo, você deve fazer um plano de negócios, onde você irá definir o seu orçamento, o seu estilo, seu cardápio, sua localização e tudo o mais que um negócio exige. Você deve colocar num papel quanto você tem para investir e quanto custará fazer o que você tem em mente. Com um plano de negócios pronto, é só trabalhar para o sonho sair do papel.

No caso do food truck, deve-se ter em mente os custos de adquirir um caminhão próprio para o negócio, além de conferir se não há taxas para se pagar à prefeitura. Além disso, deve-se considerar o local onde você ficará, pois nem todo local possui estrutura para energia elétrica, fazendo com que muitos food trucks tenham um gerador próprio.

Legislação

O sucesso do food truck no Brasil é recente, e a nossa legislação não prevê leis para esse modelo de negócio. Se você quer abrir um, você deve pesquisar muito bem sobre a legislação em seu estado e em sua cidade, pois dependendo do lugar, você poderá ter que trabalhar sob leis de outros modelos de negócios.

Desvantagens de um food truck

Geralmente, quem abre um food truck é porque está pensando em dinheiro rápido com pouco investimento, ou ao menos com a metade do investimento em uma loja física. Mas quem trabalha com esse modelo afirma que esse trabalho não é para os fracos.

Trabalhar com food truck requer planejamento. Isso porque o local de trabalho costuma ser muito mais enxuto que uma cozinha completa, portanto deve-se planejar muito bem a estimativa de vendas e a compra dos insumos, além de planejar como os pratos serão feitos. Se você tiver a opção, ter uma cozinha à parte já ajuda muito, pois o pré-preparo pode ser feito algumas horas antes do caminhão ir para a rua, agilizando todo o processo de venda e de entrega. Além disso, possuir essa cozinha à parte abre a oportunidade de ter outros negócios, como algum delivery, buffet ou atendimento em eventos.

Ter um food truck também requer força de vontade e amor pelo que faz, pois, uma vez na rua, você não terá a estrutura que uma loja física tem, como eletricidade e mão-de-obra. Você terá que dirigir, que limpar, que carregar as coisas para dentro e para fora do caminhão, montar a sua infraestrutura (caso você disponibilize mesas e cadeiras a rua), além de ficar à mercê do tempo e do movimento da rua.

Não há limitações para o que servir, mas saiba que no Brasil o conceito de comida de rua no Brasil ainda é lanche. Portanto bolar um cardápio muito diferente pode ser arriscado.

Tá, mas cadê a vantagem?

A vantagem pode ser diferente para cada caso e cada local. Certamente a maior vantagem de se ter um food truck é que se o movimento está ruim, basta ir para outro lugar mais movimentado. Essa flexibilidade é ótima, pois dá a oportunidade de o empreendedor saber as pessoas estão e dá a oportunidade de divulgar o seu trabalho de uma maneira diferente, até mesmo fidelizando cliente.

Cuidado com o cliente é essencial

Não importa se for numa loja física ou em um food truck, fazer com que os seus clientes se sintam bem em seu restaurante também é importante. Seja com um bom atendimento, com um lugar confortável ou com uma alimentação diferenciada, a Wesco oferece uma linha de qualidade superior para atender as necessidades de restaurantes engajados com um bom serviço. A Wesco possui diversos modelos de dispensers para o banheiro, como dispenser para fio dental, para enxaguante bucal, papel higiênico, entre outros. Entre aqui no site e confira.

Com informações de: Infood.

× Como posso te ajudar?