Sobrecarregado? Com excesso de trabalho? Isto tem cura?

Você tem se sentido assim? Angustiado, sobrecarregado, com excesso de trabalho, infeliz? Isto tem cura? Pode ser controlado? Vejamos algumas sugestões de como fazer isto.

Reconheça e supere a tirania do momento

As pessoas que focam demasiadamente no presente geralmente não fazem planos e estabelecem metas para o futuro. Mude a sua visão das coisas e pergunte a si mesmo: isto é realmente necessário?

Desafie as premissas sobre os seus hábitos atuais. Eu preciso ir a esta reunião? Eu preciso escrever esse relatório? Eu tenho que responder esse e-mail? Em muitos casos, você não precisa fazer o que sempre fez e, portanto, se fizer, virou escravo do hábito. Elimine o máximo possível dessas tarefas que não irão render nada e concentre-se no que é realmente importante. Assim, você terá mais tempo para planejar melhor as suas atividades, ser mais eficiente e para descobrir novos horizontes.

Faça em primeiro lugar o que for mais importante

Determine o que mais importa e estabeleça prioridades. Essas prioridades devem ser planejadas em relação ao dia de hoje, em relação a esta semana, a este mês, e assim por diante. Os itens mais importantes são aqueles que criam mais valor para você, tanto no âmbito profissional, como no familiar.

Dê uma oportunidade para o seu inconsciente funcionar

Em outras palavras, estudos já mostraram que as melhores decisões são tomadas quando a sua mente não está focada na decisão. Esta situação pode ser provocada assim: faça uma revisão consciente dos dados e das datas e, então, foque em outra coisa, por exemplo, saia para dar um passeio a pé, ou faça um exercício físico e deixe a sua mente ficar no piloto automático; você se surpreenderá com as soluções encontradas quando a sua mente não está tentando ser criativa.

Estabeleça limites

Sobrecarregado? Com excesso de trabalho? Isto tem cura?Esses limites são, por exemplo, que você irá trabalhar das 8 horas da manhã até as 6 horas da tarde. Depois das 6 horas da tarde, você interromperá o trabalho e começará outra atividade, não atenderá o telefone, exceto as chamadas de natureza puramente social, e vá ao cinema, saia com a família para jantar fora, veja um filme na TV, leia um livro, etc. Informe esses limites às outras pessoas com quem você convive e/ou trabalha. Importante: se você não respeitar os próprios limites, os outros também não respeitarão.

Cuide do seu corpo

Tome ciência do que você come e bebe e consuma alimentos que contribuam para a sua saúde física e mental. Aprenda a ouvir o seu corpo. Faça exercícios físicos regulares, adequados à sua idade e à sua capacidade física.

Desenvolva relacionamentos ricos

É extremamente importante cultivar três tipos de relacionamentos. O primeiro tipo é com pessoas mais velhas e mais sábias que você; o segundo tipo é o relacionamento com pessoas da mesma idade, com quem você se dá bem; o terceiro tipo é com um mentor que seja mais jovem e que o ajudará a ter novas perspectivas. Esses três tipos de relacionamentos o ajudarão a ter uma vida mais feliz e saudável.

Seja agradecido

Em primeiro lugar porque você nasceu e está vivo. Também porque há tantas coisas incontroláveis que nos cercam, que o simples fato de você estar vivo e saudável significa que você é um sortudo. Você não estava naquele voo que caiu, você não foi vítima daquela bala perdida, o seu carro não foi abalroado por aquele ônibus, cujo motorista estava alcoolizado e perdeu o controle do veículo, você não teve diagnosticada uma doença grave e incurável, você não foi raptado pelo EI, nem assaltado naquele arrastão, etc. Uma atitude de gratidão o faz se sentir bem e isto o ajuda a resolver problemas e a superar desafios.

Você gostou deste post? Você já se sentiu sobrecarregado e infeliz? Se a sua resposta for sim, o que você faz nestas horas? Como você lida com isso? Se você tiver alguma sugestão interessante e quiser compartilha-la conosco, poderemos eventualmente cita-lo num próximo artigo. Por favor, deixe os seus comentários no espaço a seguir.

Com informações:
BBC Capital

Falar com um Consultor
× Como posso te ajudar?