Segredos podem destruir a sua produtividade no trabalho

Mais precisamente quais segredos?

Shana Lebowitz publicou no site Business Insider um artigo interessante, dizendo que, se você se preocupar em guardar segredos pessoais dos colegas de trabalho, amigos, parentes e conhecidos, isto pode reduzir a sua produtividade no trabalho.

Na realidade, dizem que você gasta tanto tempo preocupado em esconder o seu segredo amoroso, por exemplo, que não consegue concentrar-se devidamente no trabalho.

Estudos foram realizados sob a liderança de Michael Slepan, Ph.D. da Columbia Business School e os pesquisadores pediram a um grupo de participantes para pensar num segredo (por exemplo, trair a esposa/parceira) sobre o qual eles pensavam frequentemente e que realmente os incomodava (preocupava). Os demais participantes foram instruídos para pensar num segredo no qual eles não pensavam frequentemente e, em relação ao qual, eles não tinham problemas (preocupações).

Todos os participantes foram então instruídos para calcular o ângulo de inclinação de uma subida de uma colina e o resultado foi que os que tinham segredos preocupantes para guardar viram a subida muito mais íngreme que os outros.

Os pesquisadores disseram que isto foi porque o primeiro grupo de participantes estava “achatado” (pressionado) pelos segredos que precisavam guardar, da mesma forma que sofreriam o efeito de uma pressão física. E, por terem que “carregar” o seu segredo, eles teriam menos energia para gastar ao se imaginarem subindo a colina.

Esta pesquisa é importante em relação a ter que guardar segredos no local de trabalho. Se você tiver que guardar um segredo preocupante, seja ele um caso de infidelidade amorosa, de problemas financeiros, ou de problemas de saúde, você concentra a maior parte da sua atenção em manter essa informação segura e, portanto, tem menos atenção disponível para as tarefas do trabalho. Logo, você acaba vendo as tarefas do trabalho como sendo mais difíceis que são na realidade.

Talvez seja melhor divulgar o segredo pessoal para evitar que ele fique interferindo na sua produtividade; quem sabe você pode discuti-lo com um amigo de confiança, ou posta-lo num foro online, ou ainda procurar um conselheiro profissional, como um psicólogo.

Uma vez livre da pressão psicológica, você pode reconquistar o seu foco e normalizar a sua produtividade.

O que você acha? Você já passou por uma situação como esta? Em caso positivo, sem revelar nomes e identidades, estaria disposto a compartilhar a história conosco, especialmente contando qual foi a solução? Você tem alguma sugestão, além das feitas pelos pesquisadores? Por favor, deixe os seus comentários no espaço a seguir.

Se você estiver interessado em ver o texto publicado dos estudos originais, clique aqui.

Falar com um Consultor
× Como posso te ajudar?