A importância da saúde bucal durante a gravidez

Para muitas mulheres, descobrir-se grávida é um momento esperado e de alegria. E as responsabilidades da mãe já começam assim que ela descobre que está carregando o seu filho, tendo que ir ao médico periodicamente, fazendo exames de pré-natal, dentre outras atividades que garantirão o bem-estar do bebê e da mãe. O que muitas não percebem, ou ás vezes se esquecem, é que a saúde bucal também deve estar inclusa nas atividades de exames pré-natal.

Como a insuficiência de cuidados bucais pode afetar a gravidez?

Cada vez mais aparecem estudos que sugerem relações entre doenças gengivais com o nascimento prematuro de bebês. Embora ainda faltem informações o suficiente para mostrar com clareza os efeitos e consequências da negligencia com a saúde bucal, os estudos atuais mostram que as gestantes que possuem algum tipo de doença gengival têm uma propensão maior para dar à luz a crianças prematuras e com um peso abaixo do ideal. Além disso, os estudos indicam que essas doenças aumentam os níveis dos fluídos biológicos que estimulam o parto; e também há indícios que quando uma doença gengival piora na mãe grávida, o risco de um nascimento prematuro aumenta.

O que fazer então?

Se você está planejando engravidar, antes de começar qualquer tentativa, o ideal é ir ao dentista e resolver qualquer complicação e qualquer doença, realizar os procedimentos de limpeza e seguir os conselhos de seu dentista.

Se você já estiver grávida, marque uma consulta com seu dentista e converse com ele para resolver essas questões. O melhor período para marcar uma consulta é entre o quarto e sexto mês da gravidez, mas se você estiver bem no início, avise o dentista mesmo assim, para dar início aos cuidados extras logo. Também é interessante avisar o seu dentista sobre possíveis problemas, como abortos anteriores, tensões e medicamento tomado. Um bom dentista provavelmente pedirá para entrar em contato com o seu médico para se informar melhor e te atender melhor.

O uso adequado de fio dental, aliada com uma alimentação saudável e com visitas periódicas ao consultório também ajudam a evitar e reduzir os problemas dentários que poderão aparecer durante a gestação.

Quais são os problemas que podem acontecer durante a gestação?

Os estudos que existem atualmente indicam que a doença que mais afeta as grávidas é a gengivite. Isso acontece quando há o acúmulo de placa bacteriana que vai se acumulando nos dentes, e por consequência, irritando a gengiva.

Por isso, o ideal é manter os dentes, principalmente entre o dentre e a gengiva. Com isso, as chances de redução e de evitar com que a gengivite apareça durante a sua gravidez diminuam bastante.

O que não deve ser feito durante a gravidez

Embora a saúde bucal seja importante durante a gestação, existem alguns procedimentos que não podem ser realizados durante a mesma. Radiografias, anestésicos dentais, medicação para dor e antibióticos não são receitados durante o primeiro trimestre da gestação.

Alguns mitos e verdades:

  • Mito: “A mulher perde cálcio durante a gravidez”. Na verdade, a fonte de cálcio do bebê vem da alimentação da mãe.
  • Verdade: “A grávida não pode realizar exames de raios-X”.
  • Mito: “A gestação traz cáries e perda de dentes”. O que causa isso é a má alimentação durante a vida da pessoa e a falta de higiene bucal.
  • Verdade: O periodontite pode causar o nascimento prematuro do bebê.

Para consultórios e empresas é importante educar

Nada como oferecer para o paciente em consultórios ou para funcionários e clientes de empresas e escritórios, a opção de uma limpeza bucal completa em banheiros. Pensando nisso, a Wesco inovou e trouxe ao mercado diversas opções de dispenser para fio dental, enxaguante bucal, entre outros. Veja mais aqui.

Com informações: Colgate; CFO – Conselho Federal de Odontologia.

Falar com um Consultor
× Como posso te ajudar?