Diminua os incômodos causados por obras no condomínio

Você sabia que os problemas mais frequentes encontrados em condomínios que possuem alguma obra acontecendo são a sujeira que a obra faz e as obras sem autorizações? Sem contar, que sempre há alguém se incomodando com algum aspecto da obra, seja por excesso de barulho ou por causa de algum outro detalhe.

Nesses momentos, geralmente quem acaba ouvindo as reclamações é o síndico, e acaba sobrando para ele tentar encontrar o meio termo que agrade ambos os lados. Isso, é claro, quando o síndico foi informado que um dos moradores estaria realizando uma obra em seu apartamento/casa.

Mas há uma forma simples de tentar amenizar os incômodos que uma obra pode causar: praticar a boa-vizinhança. Porque se pôr no lugar dos outros não custa nada a ninguém, e ainda ajuda a melhorar a relação de todos, não é mesmo?

Confira algumas dicas para evitar maiores incômodos por causa de obras no seu condomínio:

A principal dica é: se você vai realizar uma obra em seu apartamento (ou casa), seja cordial e avise o seu síndico e seus vizinhos mais próximos. Se você não quiser entrar em detalhes, não entre. Mas avise que no dia tal, uma obra do tamanho tal irá se iniciar no seu apartamento (ou casa), e que poderão haver incômodos de tal horário a tal horário.

Com esse aviso dado ao seu síndico e aos seus vizinhos mais próximos a próxima dica é: converse e oriente seus pedreiros e/ou arquiteto a serem cordiais com os vizinhos e sindico, e se possível, evitar o máximo possível de incômodos.

Ok, “evitar o máximo possível de incômodos” em uma obra é algo difícil de se fazer, já que ainda não há maneiras silenciosas de se quebrar coisas ou serrar coisas. Porém, há alguns procedimentos que você pode orientar a seus pedreiros e/ou arquiteto a realizarem fora de seu apartamento.

Por exemplo, oriente seus pedreiros e/ou arquiteto a não utilizar marteletes, a não realizar o corte de materiais dentro do local de obra (sugira um lugar em que o barulho faça menos incômodo. Em relação à sujeira causada, sempre que possível, oriente que as janelas e portas fiquem fechadas para que o vento não espalhe a sujeira para o resto do condomínio.

Como não é possível vedar por completo a área da obra, por motivos de saúde dos trabalhadores, converse com seu síndico e seu arquiteto (ou pedreiros) e combinem o melhor horário para que uma limpeza possa ser feita realizada. Lembre-se, se a obra é sua, o ideal é que você cuide da limpeza dela, mesmo que ela vá para outras áreas que não o seu apartamento.

Pode-se utilizar da boa-vizinhança também. Por exemplo, se sua obra é grande e barulhenta (mesmo com todos os cuidados), e se você sabe que próximo de ti há alguém com bebê, converse com essa família, avise que tem a obra, coloque-se à disposição e combine o que melhor funciona entre vocês. Mas lembre-se que em casos assim, há a necessidade de haver concessões de todos os lados.

Também é bom lembrar que alguns condomínios já pensaram nessa situação e possuem algumas normas sobre como realizar a sua obra. Então, no momento que você for conversar com o seu sindico sobre a obra que irá iniciar em seu apartamento/casa, aproveite para perguntar se há algo que seus pedreiros e/ou arquiteto devam seguir.

Outro detalhe que dá muita discussão: sua obra está no fim ou já finalizou, mas seu vizinho mais próximo reclama que houve alguma avaria no apartamento/casa dele causado por sua obra. Converse, peça para ver o problema, e disponibilize-se para ajudar a resolver isso, caso contrário a situação pode ficar muito chata para vocês dois.

Para os cães, Acacabou evita transtornos

Caminhar com seu melhor amigo nos arredores e dentro de seu condomínio também faz bem, tanto para a sua saúde como para a saúde do seu amigo! Porém, na falta de saquinhos de coleta de fezes, ou a falta de consciência de alguns donos, é comum reclamações e até brigas por causa de sujeira no espaço de vivência entre moradores.

Uma solução prática é instalar um dispenser que possibilita a retirada de saquinhos um a um. Ele pode ficar fixado nos locais por onde as pessoas circulam ao passear com seus cães. É o fim do transtorno. Saiba mais aqui.

Com informações de: Portal do Condomínio.

 

× Como posso te ajudar?