3 maneiras de impedir que o estresse o paralise

Hoje em dia há uma crença que o estresse é um mal a ser evitado e, que se não for, vai nos fazer mal. Acredita-se que o estresse seja causador de enfermidades cardiovasculares, como a hipertensão arterial, a doença coronariana e o infarto do miocárdio, a ansiedade e a dificuldade para dormir, doenças gastrointestinais, como a gastrite e a úlcera duodenal e até contribua para o aparecimento de alguns tipos de câncer. Pois esta crença está atualmente sendo discutida e rebatida por alguns psicólogos, que afirmam que há um lado positivo do estresse.

Esse lado seria caracterizado pelos seguintes fatos: os países nos quais os cidadãos relatam ter os níveis de estresse mais altos também têm maior PNB (Produto Nacional Bruto), expectativa de vida mais longa e maiores níveis de satisfação das pessoas, que parecem desfrutar melhor coisas como o amor, a alegria de viver e de aprender coisas novas, e a disposição para rir das comédias da vida.

Parece que uma abordagem mais equilibrada pode ser a seguinte: ambos os lados são verdadeiros, porém algumas pessoas aprenderam a lidar melhor com o estresse, que, para elas, ao invés de ser um causador de doenças e distúrbios psicológicos importantes, passa a ser um grande motivador.

Uma psicóloga americana, Kelly McGonigal, diz que “Embora muitos sintam o estresse como algo aflitivo e causador de angústia, ele pode ser um barômetro de quão engajados estamos com as coisas que nos fazem felizes”.

Portanto, para nos beneficiarmos do lado positivo do estresse, ela faz as seguintes sugestões:

1. Ligue o estresse aos seus valores e objetivos mais altos

Quando estamos envolvidos em desenvolver o nosso trabalho, muitas vezes sentimos a pressão da necessidade de sermos bem sucedidos e de atingirmos os nossos objetivos. McGonigal sugere que, quando estivermos nessa situação, devemos lembrar que isto tem a ver com os nossos valores mais altos, sendo apenas uma parte do caminho que nos levará a novas conquistas. Deste modo, ao invés de ser um fator de preocupação exagerada e de bloqueio, o estresse deve ser usado como um motivador, que nos dará energia e disposição para seguir adiante.

2. Olhe adiante e procure possíveis benefícios

McGonical lembra uma pesquisa que envolveu várias pessoas e todas elas foram solicitadas a lembrar de uma situação estressante e desagradável, algo como o rompimento do encanamento e a inundação de parte da sua casa, ou um caminhão cujo motorista perdeu o controle e derrubou uma parede da sua casa, ou a morte de um ente querido. Um grupo dos participantes simplesmente sentiu-se impotente e “coitadinho”, apenas ruminando a má experiência. Em contrapartida, o outro grupo conseguiu ver um lado positivo desta situação e uma oportunidade para aprender algo novo, ou, pelo menos, de aprender a lidar com uma situação difícil. Esta atitude diferente ajuda a impedir que o estresse domine a sua vida.

3. Procure ver as coisas na sua devida proporção

Muitas pessoas tendem a exagerar as experiências ou situações negativas e, para elas, parece que o “mundo vai acabar”. Então elas se sentem perdidas e desesperançadas. É claro que o mundo um dia vai acabar: segundo os astrônomos, em cerca de 4,5 bilhões de anos e não num futuro próximo, a não ser que o nosso planeta seja atingido por um grande meteoro, o que também é possível, mas pouquíssimo provável.

Em outras palavras, devemos procurar ver as coisas que nos acontecem sob a perspectiva correta, sem exageros para os lados negativo ou positivo. Isto é, devemos ser realistas e adotar uma atitude mental de acordo com a realidade das coisas e não de acordo com falsas fantasias.

Obviamente, uma situação desagradável e preocupante vai continuar a ser estressante, mas, mesmo assim, não deve ser motivo suficiente para paralisar a nossa vida.

Você gostou deste post? Como você lida com o estresse na sua vida? Tem alguma sugestão a nos dar? Por favor, deixe os seus comentários no espaço a seguir.

Com informações:
TheMuse.com

× Como posso te ajudar?