Você conhece as novas regras do trabalho?

Antigamente, o trabalho existia mais ou menos da seguinte maneira: havia fábricas e escritórios. As fábricas produziam coisas necessárias à vida, tais como carros, fogões, geladeiras, móveis, etc. Nos escritórios, as pessoas trabalhavam na administração das fábricas, ou prestavam serviços, como alguns profissionais liberais, tais como advogados, dentistas, médicos e economistas, além de bancários, comerciários, etc.

Em geral, essas pessoas trabalhavam nas fábricas ou nos escritórios das 8 horas da manhã às 5 horas da tarde e viajavam (se locomoviam) de casa para o trabalho e do trabalho de volta para casa, exceto, para a maioria das pessoas, nos fins de semana, que geralmente eram devotados à família e ao lazer.

Este padrão ainda existe, porém, está mudando e vai acabar em alguns anos.

Ao invés de um futuro previsível, estável, com carreiras profissionais mais ou menos determinadas, o nosso mundo está mudando para se tornar alguma coisa bem diferente: nós estaremos vivendo num mundo mais flexível, precário e mais empreendedor, cada vez menos atados a horários, locais e empregadores específicos.

Vamos ver, a seguir, o que está sendo previsto, em termos das novas regras de trabalho:

Regra de trabalho número 1

Regra antiga: Você vai todos os dias úteis de casa para o trabalho, na fábrica ou no escritório, e volta para casa.

Nova regra: As pessoas estão cada vez mais abandonando o modo tradicional de trabalhar e optando por soluções diferentes, tais como trabalhar em casa, ou em outro lugar, trabalhar cada dia num lugar diferente, onde elas preferem estar. Um exemplo, nos Estados Unidos, a Automattic, a empresa por trás da WordPress, é atualmente 100% remota, isto é, todos os seus funcionários estão espalhados por quartos em suas próprias casa (home office), ou em diferentes locais. A hora do rush em Nova Iorque tem cada vez menos pessoas transitando de casa para o trabalho e vice-versa. A moderna tecnologia tornou isto possível, porém a vontade é intrinsecamente humana, em termos de preferirmos trabalhar onde nos sentimos melhor e mais confortáveis. Eu, particularmente, aos 76 anos, trabalho atualmente em casa e acho que estou no pico da minha produtividade.

Regra de trabalho número 2

Regra antiga: Trabalhar a partir das 8 horas da manhã, ter um intervalo para almoço, e continuar trabalhando até as 5 horas da tarde.

Nova regra: As pessoas que trabalham em casa (home office) têm horários de trabalho menos rígidos, mas, os patrões parecem não se importar muito com isso, desde que o trabalho seja bem executado (boa qualidade) e nos prazos determinados. O lado bom é que essas pessoas têm uma maior flexibilidade; o lado negativo parece ser que elas estão disponíveis praticamente 24 horas todos os dias. Em outras palavras, as mesmas telas que nos permitem trabalhar em casa também nos deixam disponíveis durante quase todo o tempo. Pesquisas recentes mostram que as pessoas que antigamente dormiam cerca de 8 horas por noite, agora dormem, em média 6 horas e meia. Aqui cabe um comentário: será que realmente precisamos de 8 horas de sono todas as noites? Alguns psicólogos modernos parecem achar que não. No fundo, cabe a cada um de nós estabelecer os nossos limites.

Regra de trabalho número 3

Regra antiga: Você tem um emprego em tempo integral e recebe um salário + benefícios.

Nova regra: Estudos recentes mostram que, nos Estados Unidos, cerca de 1/3 da força de trabalho é atualmente constituída por freelancers (empreendedores individuais). A pergunta a ser feita hoje não é onde você trabalha? É em que você está atualmente trabalhando? Essas mesmas pesquisas mostram que a metade desses freelancers parece estar mais feliz e sentir-se mais liberada. A outra metade parece estar mais estressada e pensa que talvez seja melhor ter um emprego formal em tempo integral. Entre os freelancers felizes há uma grande variedade de atividades, tais como trabalhadores em horários variáveis, gente que prefere trabalhar de noite, gente que prefere trabalhos temporários e um número apreciável de empreendedores individuais, proprietários de micro e de pequenas empresas. O fato importante é que já não existe a figura do tamanho único que serve para todos.

Regra de trabalho número 4

Regra antiga: Trabalhar e desfrutar a vida são duas coisas separadas.

Nova regra: Atualmente, cada vez mais essas duas coisas se confundem. À medida que a tecnologia está avançando, essas duas atividades, que pareciam ser distintas, estão se fundindo. O aparecimento de grandes empreendedores individuais que alcançaram sucesso (Google, Facebook, Airbnb, Uber) levou os seus criadores (agora novos bilionários) a ter uma vida na qual o trabalho é praticamente uma constante e o lazer vem junto com o trabalho, através de networking, reuniões na mídia social, encontros que misturam trabalho e lazer em diferentes locais do globo, etc. Mesmo pessoas como Bill Gates e Warren Buffet parecem ainda trabalhar em tempo integral, porém em atividades diferentes. Eles parecem passar grande parte do tempo cuidando das suas fundações.

Regra de trabalho número 5

Regra antiga: Você trabalha para ganhar dinheiro e sustentar você e sua família.

Nova regra: Você trabalha porque ama o que faz. O dinheiro parece não ser mais tão importante. As pessoas parecem menos preocupadas com símbolos de “status”, como grandes casas ou apartamentos, carros de marcas sofisticadas e de última geração, etc. Eu conheço pessoas que venderam os seus carros e que agora, quando saem de casa, preferem ir de taxi, ou usar o transporte público. Parece ser muito mais importante você amar o que faz, seja defender uma causa ou um movimento, ou simplesmente gostar da atividade profissional, como é o caso de muitos empreendedores individuais, médicos, dentistas, advogados, administradores, publicitários, jornalistas, etc. A tendência atual parece ser satisfazer principalmente o indivíduo que as necessidades do mercado. Atualmente, nos Estados Unidos e na Europa, as pessoas estão cada vez mais envolvidas em algum tipo de trabalho relacionado à persuasão.

Você gostou deste post? O que você faz atualmente? Você está satisfeito com a sua vida atual? Gostaria de mudar alguma coisa? Como? Por favor, deixe os seus comentários no espaço a seguir.

Com informações:
Fast Company

Falar com um Consultor
× Como posso te ajudar?