Uso consciente da água em condomínios

A água, um bem tão precioso está cada vez mais escasso. Mas os condomínios acabam utilizando um bom volume devido à quantidade de moradores. Por isso, síndicos, funcionários e moradores de condomínio devem fazer a sua parte, usando a água com consciência.

Sabemos que há bastante espaço para melhorias nos condomínios: individualização de hidrômetros, reuso da água da chuva e campanhas de conscientização para moradores e funcionários impactam positivamente no perfil do uso da água. Com essas medidas, além da economia da água, há também uma diminuição da conta, o que é um ganho positivo para todos.

Vamos às dicas que sempre são boas de se lembrar:

  • Torneira pingando: conserte o mais rápido possível. Economia média de 46 litros/dia.
  • Não use o vaso sanitário como lixeira. Acionar a válvula de descarga gasta-se, em média, 20 litros de água.
  • O banho deve ser rápido. 5 minutos são suficientes para higienizar o corpo e pode economizar muita água. Já 15 minutos, com chuveiro elétrico, gasta-se 140 litros de água. Um banho de ducha, por 15 minutos, consome 240 litros de água. Se fechar o registro ao se ensaboar e reduzir o tempo do banho para 5 minutos, o consumo será de 80 litros de água.
  • Torneira fechada ao fazer a barba, há uma economia de até 11 litros de água. Economize mais de 11 litros de água escovando os dentes com a torneira fechada.
  • Você sabia que ao se utilizar 1 copo de água, são necessários pelo menos outros 2, de água potável, para lavá-lo? Antes de lavar os pratos e panelas, limpe bem os restos de comida e jogue-os no lixo. Deixe a louça de molho na pia, com água e detergente, por uns minutos e ensaboe. Repita o processo e enxágue. Ao lavar a louça, sem desperdício, o consumo pode chegar a 20 litros de água.
  • Use máquinas de lavar roupas e louças com a capacidade máxima. Acionando os equipamentos a metade das vezes, economizará em média 50 litros/dia.
    Reaproveitamento da água da chuva.
  • Alguns condomínios optam por construir reservatórios para armazenar a água das chuvas ou reaproveitar. Essa água seria usada para a limpeza de áreas comuns e também para regar os jardins.
  • Outros condomínios se utilizam do reservatório para escoar a água da chuva já existente, para bombear a água acumulada para fora do subsolo, e assim reaproveitá-la para limpeza de áreas comuns.
  • O síndico deve avaliar se o investimento, relativamente alto, vale a pena diante do volume de água que é tradicionalmente utilizado para esses fins.

*Com informações:
SíndicoNet

Os comentários estão fechados.

Falar com um Consultor
× Como posso te ajudar?