Saiba o que é a perda óssea dentária

Saiba o que é, como reconhecer e como prevenir a perda óssea dentária.

A perda de massa óssea atinge diversos brasileiros em diferentes faixas etárias e nem sempre a sua causa é osteoporose ou diabetes. A perda de massa óssea também pode ser causada por maus hábitos de saúde bucal, e quando isso acontece, é chamada de perda óssea dentária e nem sempre quem sofre disso sabe a causa e nem sempre recebe o tratamento adequado, fazendo com que o seu problema se torne crônica.

O que é a perda de óssea dentária?

Uma forma simples de explicar é dizer que a perda óssea dentária acontece quando o osso de sustentação dos dentes diminui, deixando os dentes inseguros na sua base.

Porém, a perda óssea dentária é algo muito mais complexa e pode ser oriunda de uma gengivite avançada, como por exemplo, a periodontite.

A base do dente é o suporte ósseo, que é revestido pela gengiva e por funcionar como a base do dente e como suporte da gengiva, no momento em que há perda de massa óssea, a gengiva desloca-se e retrai-se, formando bolsas periodontais.

Quais as características da perda óssea dentária?

  • Geralmente é causada pela periodontite;
  • É algo crônico, mas indolor;
  • Deslocamento e recolhimento das gengivas;
  • Por causa do recolhimento e deslocamento, há bolsas periodontais;
  • Inflamação da gengiva;
  • Há reabsorção óssea;
  • Se não cuidada, pode haver infecções;

Reconhecendo os sintomas:

Você nota algumas diferenças se você estiver sofrendo de perda óssea dentária que antes você nunca havia reparado, como por exemplo:

  • Infecções na boca;
  • Formação de espaços entre seus dentes;
  • Afrouxamento de dentes, como se eles estivessem soltos;
  • Inclinação nos dentes;
  • Rotação dos dentes;
  • Sentir diferença na mordida, em reação a como era antes.

Se você sofre ou notou alguma diferença como essas citadas acima, consulte seu dentista. Além da periodontite, a perda óssea dentária também pode acontecer com quem sofre de diabetes e de osteoporose.

Como evitar a perda óssea dentária?

Manter a saúde bucal é essencial. Escovar corretamente e frequentemente os dentes e utilizar o fio dental após a escovação. Ir ao dentista periodicamente para realizar limpezas dentárias e manutenção de cáries e outros procedimentos. Manter uma dieta saudável, rica em nutrientes e vitaminas também ajuda a evitar doenças como a perda óssea. Ingerir alimentos ricos em cálcio também. Manter os níveis de vitamina D estáveis também ajuda a evitar a perda óssea.

A realização de exames simples, como o raio x e exames hormonais (principalmente para as mulheres) também podem ajudar a descobrir a perda óssea e assim iniciar um tratamento imediatamente.

Tratamento

Uma vez perdido, o osso dentário muito provavelmente não crescerá de novo, fazendo com que seja necessário a inserção de um enxerto ósseo através de uma pequena cirurgia dentária.

Após a inserção desse enxerto, o paciente deve se recuperar em duas semanas, porém dependendo do paciente os resultados positivos só poderão ser vistos dentro de 3 e 6 meses. Existe mais de uma opção de enxerto ósseo, e cabe a você e seu médico decidirem qual é a melhor opção para o seu caso.

Para consultórios e empresas é importante educar

Nada como oferecer para o paciente em consultórios ou para funcionários e clientes de empresas e escritórios, a opção de uma limpeza bucal completa em banheiros. Pensando nisso, a Wesco inovou e trouxe ao mercado diversas opções de dispenser para fio dental, enxaguante bucal, entre outros. Veja mais aqui.

Com informações de: WikiHow; Instituto Contatore.

Falar com um Consultor
× Como posso te ajudar?