Alimentação canina: do filhote ao adulto

Já comentei por aqui que ter um cachorro e ter uma criança em casa são coisas parecidas, pois ambos necessitam de cuidados similares e de atenção e carinho. Mas uma das diferenças entre um ter um cachorro e ter uma criança está na alimentação: a alimentação canina difere da alimentação humana. Os cães não podem (e não devem) comer de tudo.

Muito embora ambas espécies necessitem de uma alimentação balanceada com proteínas, nutrientes e vitaminas; nem tudo que ingerimos e que pode nos fazer bem, servirá para o nosso cachorro. Se você é do time que “ah, mas eu sempre dou um restinho do meu almoço para ele e ele está bem”, saiba que você pode estar diminuindo o tempo de vida de seu melhor amigo. Ele pode estar bem agora, mas em excesso e ao longo do tempo, a nossa comida pode fazer com que ele fique doente ou com que ele desenvolva doenças.

Alimentação canina: do filhote ao adulto

O leite materno dos cães é a melhor fonte de alimento para um cão filhote. Quando ele completa cerca de 45 dias, quando seus dentinhos estão começando a nascer, o processo de desmame inicia, e ao completar os dois meses de vida, o filhote já pode ser apresentado à uma alimentação mais sólida, como rações para filhote, rações molhadas ou papinhas. Evite dar leite de vaca (ou qualquer outro leite que não seja o da mãe do filhote) para um filhote, pois leite fermenta muito rápido e o filhote pode passar mal; além disso, nem todo cão processa o leite de vaca bem.

Enquanto seu cãozinho for criança, estimule o processo de mastigar. Nessa fase, você pode distribuir a porção de comida dada para seis vezes ao dia, ou conforme seu médico veterinário sugerir. Assim que ele estiver mais desenvolvido e com os dentes permanentes, comece a regrar a alimentação dele, sempre seguindo as orientações de seu veterinário.

Evite deixar a comida de seu cachorro à vontade. Pode ser complicado no início, mas o ideal é ensina-lo a comer duas vezes ao dia (três no máximo) em horários fixos e com uma porção de acordo com o seu porte.

Evite também dar comida temperada para ele. Você pode sim cozinhar alimentos para o seu cão, mas faça isso tendo em mente que ele não é você, e que ele não pode comer de tudo. E também tenha em mente que uma alimentação canina balanceada não é apenas ração ou apenas comida; é possível estabelecer um equilíbrio com os dois. E jamais dê doces para o seu cão.

Neste outro post, explicamos direitinho quais são os alimentos que você pode acrescentar na alimentação de seu cão, os alimentos que você não pode dar para ele, os alimentos que podem ser consumidos com moderação e os que não são recomendados na alimentação canina.

Wesco apresenta o Acacabou

Para evitar que seu cão traga para a sua casa uma série de bactérias e sujidades, a Wesco traz o Acacabou para Cachorros. Se trata de um dispenser de saquinhos Oxi-Biodegradáveis, é uma inovação para aquelas horas de passeio com o melhor amigo e ele precisa fazer as necessidades. Confira mais informações aqui.

Com informações de: Tudo sobre adestramento de cães.

Falar com um Consultor
× Como posso te ajudar?