Limpeza de Condomínio: porque fazer e quais são os cuidados | Wesco

Limpeza de Condomínio: porque fazer e quais são os cuidados

Sempre estamos ouvindo, vendo ou lendo alguma matéria ou algum lembrete sobre o assunto desse texto: limpeza de condomínios. Se antes se faltava do assunto para conscientizar os condôminos e para divulgar empresas especializadas em limpeza, atualmente o assunto voltou com mosquito Aedes aegypti, que há anos tem causado problemas de saúde pelo país e piorou de 2015 para cá. Agora, manter o condomínio limpo significa lutar contra um mosquito que se multiplica rapidamente e leva dezenas de pessoas a hospitais, causando diversos transtornos.

Porque manter o condomínio limpo

Pelo mesmo motivo que mantemos a nossa casa limpa: bem-estar, saúde, sensação de dever cumprido e de organização, e o que mais um ambiente limpo nos traz de benefícios.

Mas além disso, manter um condomínio limpo, ou seja, as construções e áreas de utilização dos condôminos, significa ajudar na conservação das estruturas do condomínio.

Cuidados com a limpeza de condomínio

Deve-se levar em consideração a contratação de uma empresa especializada no assunto, pois quando o assunto é limpeza, todo mundo tem seu palpite e suas manias. Mas a limpeza correta de um condomínio não deve ser feita baseada em palpites e manias de limpeza doméstica. Se o seu condomínio não tiver condições de contratar uma empresa especializada, então o ideal é pesquisar muito bem como realizar a limpeza dele.

O uso de produtos especiais também deve ser levado em consideração. Só porque um determinado produto faz espuma, não significa que ele seja o ideal para a limpeza. Sem contar que, independentemente de seu estado, economia de água deve ser sempre uma constante. Portanto, a utilização de produtos adequados e em suas quantidades adequadas além de limpar corretamente ajuda a evitar o desperdício. Outra dica para evitar desperdícios, é utilizar uma máquina de água à pressão. Essas máquinas utilizam menos água e limpam com mais eficiência.

Outra dica importante é a organização. Ter um calendário e uma lista de tarefas é essencial para a otimização do tempo e para garantir a eficácia do trabalho realizado. Para melhor manter esse hábito, a sugestão é acrescentar isso no contrato na hora de contratar uma empresa ou equipe de funcionários para realizar a limpeza do condomínio.

Evitando a proliferação do mosquito

Temos que ter em mente que qualquer área com água parada é um criadouro de mosquito em potencial. Portanto, nesse quesito, a limpeza deve ser periódica. Onde não é possível retirar a água, como por exemplo, piscinas, chafarizes, lagos artificiais e ralos, deve-se sempre manter essas áreas com o nível de cloro em dia.

Pratos de plantas também podem receber água clorificada, mas adicionar um pouco de terra também tem um grande efeito. Além disso, o prato deve ser lavado periodicamente e sua água clorificada e a porção de terra deve ser renovada a cada lavagem. Isso porque os ovos do aedes aegypti ficam aderidos na parede dos pratos e não na água. Limpeza periódicas das paredes e bordas das piscinas também devem ser feitas, pelo mesmo motivo.

A Wesco ajuda a manter o seu condomínio limpo

A limpeza do condomínio também é dever dos condôminos. Com a falta de saquinhos de coleta de fezes de cachorros e a falta de consciência de alguns donos é comum reclamações e até brigas por causa de sujeira no espaço de vivência entre moradores.

Uma solução prática é instalar um dispenser que possibilita a retirada de saquinhos um a um. Ele pode ficar fixado nos locais por onde as pessoas circulam ao passear com seus cães. É o fim do transtorno. Saiba mais aqui.

Com informações: GloboPlay,Condomínio SC.