Novo estudo destaca a necessidade da higiene das mãos nos escritórios
  • Av. Santa Catarina, 2.505 - Vila Mascote, São Paulo - SP
  • contato@wesco.com.br
  • Telefone: +55 11 5506-7900

Um novo estudo destaca a necessidade urgente da higiene das mãos nos escritórios

Poder-se-ia chamar isto de sujeira do colarinho branco − afinal, as mãos sujas, mesas, maçanetas e banheiros nos escritórios “roubam” anualmente bilhões das empresas, sob a forma de perdas relacionadas à saúde. Entre 2012 e 2018, segundo o Observatório Digital de Saúde e Segurança do Trabalho, mantido pelo Ministério Público do Trabalho (MPT), foram pagos 581.870 benefícios previdenciários por afastamento oriundo de doenças. Só no município de São Paulo, neste mesmo período, foram gastos R$ 6,0 bilhões com despesa previdenciária - auxílio-doença.

O sexto relatório anual de higiene e saúde (conduzido por um líder global em experiência em higiene no local de trabalho e em público, juntamente com a entidade do Conselho Colaborativo de Abastecimento de Água e Saneamento das Nações Unidas) mostra que, embora muitas organizações estejam cientes dos desafios que a falta de higiene nos escritórios representa, esse é ainda um problema significativo.

Recentes pesquisas descobrem problemas de higiene que limitam a produtividade

Está bem documentado que os dias perdidos por afastamento relacionado a doenças evitáveis compreendem uma grande parte das perdas comerciais relacionadas à saúde anteriormente citadas. Esta nova pesquisa, no entanto, também destaca impactos menos óbvios sobre a produtividade nos escritórios e sobre a lucratividade a ela relacionada, devido a desafios que têm a ver com a higiene.

Vamos considerar o fato de que 24% de todos os funcionários de escritório evitam usar o banheiro no trabalho, especificamente por questões relacionadas à higiene. Desses funcionários, 46% citam especificamente banheiros sem higiene ou desarrumados como a principal razão pela qual eles evitam usá-los no seu próprio local de trabalho. Isso não significa, no entanto, que os funcionários de escritório não precisem ou desejem usar um banheiro − eles simplesmente preferem se sentir desconfortáveis, isto é, ꞌapertadosꞌ (e, provavelmente, muito menos focados e produtivos) do que ter que lidar com as condições de um banheiro sem limpeza.

A higiene afeta os negócios muito além dos escritórios

Os funcionários não são os únicos preocupados com a limpeza − seus clientes também estão, e isto pode estar prejudicando seus resultados. Tome o ramo dos restaurantes como exemplo. O novo estudo mostra que 40% dos norte-americanos dizem que a perspectiva de encontrar banheiros sujos − e até a falta de produtos necessários para a higiene das mãos − é suficiente para impedi-los de comer fora.

Soluções simples estão à mão

Essa última descoberta − a que indica que existe um desejo não satisfeito de maneiras eficazes e fáceis de manter as mãos limpas − fala que resolver problemas de higiene relacionados aos negócios não é uma ciência complexa, nem é particularmente difícil. No entanto, exige saber o que os funcionários e os clientes querem e educá-los sobre o que eles precisam.

Resumindo, isto requer uma abordagem de higiene centrada nos usuários. Explorando inicialmente os desejos e necessidades deles, as empresas podem saber o que a pesquisa mostra, por exemplo, que 53% deles preferem secar as mãos com toalhas de papel. Portanto, mesmo o simples fornecimento de sabonete, toalhas de papel e desinfetante para as mãos em seus banheiros pode causar um impacto imediato sobre a satisfação dos funcionários e sobre o apoio aos clientes.

Melhores produtos + melhores planos = melhores resultados

Até os melhores produtos não solucionam os problemas de limpeza por conta própria. Equipar, Educar e Avaliar são sempre necessários, como parte de um plano contínuo para criar uma cultura organizacional de limpeza:

1) Equipar

As pessoas querem ter mãos limpas (na verdade, o Relatório de Higiene e Saúde constatou que três quartos das pessoas se sentem desconfortáveis quando estão junto com outras pessoas e sentem que suas mãos não estão limpas). Portanto, facilite a lavagem das mãos − mantenha os dispensadores de sabão e papel toalha bem abastecidos e coloque o desinfetante, como álcool em gel, por exemplo, para as mãos em pontos-chave do local de trabalho.

2) Educar

Podemos dar como certo que todos estão igualmente preocupados com a lavagem das mãos – mas, a pesquisa diz que estaríamos errados. Para corrigir as lacunas de conhecimento (e atitudes ruins) sobre a saúde das mãos, toda organização deve ter um programa educacional contínuo, comunicando os fatos e os benefícios de manter as mãos limpas.

3) Avaliar

Não basta apenas implementar um programa – é necessário monitorar seu progresso e obter feedback regular de seus participantes. Os suprimentos para lavagem das mãos estão sendo usados? Os banheiros estão sendo mantidos limpos? As pessoas estão cientes de que existe um programa consciente em andamento − e como se sentem em relação a isso?

Obviamente, a pesquisa não indica apenas que existe uma necessidade real de uma melhor higiene das mãos – ela mostra que também há uma recompensa real. Como o Instituto Nacional de Saúde dos EUA coloca, "o fornecimento de um programa abrangente de higiene das mãos, simples e de fácil execução, reduz significativamente as solicitações de assistência médica e aumenta a satisfação dos funcionários".

Qual é o seu plano?

A Wesco pode ajudar!

Oferecer facilidades e bem-estar às pessoas, proporcionando melhor qualidade de vida e higiene, sempre foi um dos nossos ideais. Temos produtos próprios que atendem às necessidades específicas de empresas e estabelecimentos comerciais, como escritórios, escolas, clínicas, hospitais, restaurantes, bares, hotéis e contamos com a parceria de empresas reconhecidas no mercado, como Tork, Johnson & Johnson e Dental Clean.

Tenha ao seu lado um fornecedor que tem como foco oferecer um atendimento personalizado e realizar a manutenção preventiva dos equipamentos, tudo de maneira ágil e eficaz.

Confira abaixo alguns produtos que são indispensáveis para qualquer escritório proporcionar uma boa higiene das mãos para os seus colaboradores:

SABONETE TORK ESPUMA SENSOR

O dispenser Tork Foam Skincare de Elevation Design se encaixa em todos os banheiros e pode ser usado com uma ampla gama de produtos Skincare Tork em garrafas seladas. É fácil de usar e oferece boa higiene das mãos para todos os usuários. O dispenser Elevation tem um design funcional e moderno, que faz uma impressão duradoura sobre seus convidados.

Libera 0,40ml por acionamento com sistema touch-free gerando completa higiene.

TORK ANTIMICROBIAL SABONETE ESPUMA

TORK Antimicrobial Sabonete Espuma livre de Triclosan é um sabonete antibacteriano eficaz que limpa e higieniza simultaneamente as mãos. Ideal para ambientes com sensibilidade extra à higiene com classificação NSF E-2, que é aceito para uso em áreas de alimentos e processamento de alimentos. Adequado para os dispensadores Tork Espuma Sensor e Tork Espuma Manual que possuem design comprovadamente fácil de usar e promove uma boa higiene das mãos para todos os visitantes.

TORK DISPENSER INTUITION SENSOR DE PAPEL TOALHA ROLO

A linha de dispensador Tork Elevation tem um design elegante e funcional. Os dispensers possuem uma aparência moderna e se encaixam em praticamente em todos os toaletes.

A Tork Elevation possui um sistema touch-free rolo de toalha dispenser H1, que fornece toalhas sem a necessidade de tocar no dispenser. Você escolhe o tamanho do papel que irá usar e assim poupará custos.

Características:

  • Touch-free: Toque livre, toque apenas a toalha que você usar: Assegura uma boa higiene;
  • Armazenamento: apropriado para espaços públicos;
  • Fácil de abastecer;
  • Papel Seguro, simples e confiável fornecimento;
  • Adequado para grandes espaços de banho com muitos visitantes.

ÁLCOOL GEL PURELL

Álcool Purell é uma forma simples e eficaz de higienizar as suas mãos, eliminando 99,99% os germes e bactérias, prevenindo a transmissão de doenças. Vale lembrar que o uso do álcool gel não substitui a tradicional lavagem das mãos com água e sabão, mas é um indispensável complemento para a total higienização. Seu dispositivo com sensor permite que cada acionamento disponibilize apenas 1ml do produto na versão gel, gerando uma maior autonomia de acionadas ao equipamento e, consequentemente, maior economia. Ainda assim, esta quantidade é o suficiente para a que a higiene seja completa.

FREECÔ PROFESSIONAL

FreeCô é o 1º bloqueador de odores sanitários do Brasil. Chegou para acabar com o constrangimento de usar o banheiro. Não é aerossol, é um produto natural feito com princípios ativos de óleos essenciais fitoterápicos, portanto, não faz mal à saúde nem ao meio ambiente. A versão Professional é fixa e perfeita para estabelecimentos comerciais de restaurantes a escritórios.

Conheça a Wesco e descubra o produto ideal para a sua empresa fortalecer o ambiente de trabalho e a relação com o cliente. Clique aqui!

Fonte: Tork USA

Fontes de informação:
SmartLab: Observatório Digital de Saúde e Segurança do Trabalho
Essity: 
Hygiene News Release
Essity: 
Hygiene And Health Report
NIH: 
Impact of a Comprehensive Workplace Hand Hygiene Program