Guia Especial Empreendedorismo em 2019: as tendências para empresas e escritórios

Guia Especial Empreendedorismo em 2019: as tendências para empresas e escritórios

Prepare para melhorar os lucros no ano novo!

Entre as grandes mudanças que o mercado empreendedor vem passando está a ruptura de velhas práticas corporativas. Atualmente e no futuro próximo, a produtividade do funcionário é colocada como ponto chave para a recuperação dos lucros perdidos na crise. O que o próximo ano aguarda sobre o assunto?

O Blog da Wesco compilou algumas dicas e tendências especiais para a criação de um Guia sobre Empreendedorismo em 2019.

Crise econômica. Desde o ano de 2014, o brasileiro se habituou a ouvir esse termo em todos os telejornais. Pior do que isso, sentiu na pele o fantasma de empresas fechando as portas e as demissões surgindo.

Ainda em meio à recessão econômica, no ano de 2016, cerca de 46.300 empresas comerciais fecharam as portas no país. Os dados são da Pesquisa Anual de Comércio divulgada no início de 2018, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O levantamento apurou que as 1,546 milhão de empresas comerciais brasileiras sobreviventes geraram uma receita operacional líquida de R$ 3,3 trilhões em 2016, 0,3% a menos que no ano anterior.

2019: um fôlego para o brasileiro

Apesar da incerteza política que o país atravessa com a entrada de um novo governo, a Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) projetou expectativa do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil, para 2019, um aumento de 2,1% no seu relatório “Perspectiva Econômica” de novembro. Vale ressaltar que 2018, segundo o mesmo relatório, é de crescimento marcando 1,2%. Apesar de tímido, esse crescimento pode ser um sopro de esperança.

Guia Especial Empreendedorismo em 2019

Marcado pela ascensão de alguns tópicos do ambiente corporativo, como os serviços de cashback e o crowdfunding, o ano de 2018 se despede deixando grandes oportunidades para 2019.

Apostar em inovações e no bem-estar da equipe seguem como pontos de suma importância estratégica no mercado. E, utilizando ambos como parâmetro, separamos algumas dicas e tendências que o empresário precisa ficar de olho para se manter competitivo e com produtividade alta.

Mercado da Experiência Única ao Usuário: Economia de Experiência

O conceito de Economia da Experiência já existe já quase 20 anos, entretanto, está mais em alta do que nunca! De acordo com os especialistas em mercado da Universidade de Harvard, Joseph Pine e James Gilmore, em artigo na Harvard Business Review, a grande prioridade das empresas deve ser a promoção e venda de experiências únicas e memoráveis.

Com os avanços tecnológicos, o conceito se adaptou para o meio digital e algumas mudanças foram feitas. A área de Experiência do Usuário (UX) tem o objetivo de proporcionar uma boa experiência para o usuário quando ele entra em contato com algum canal ou material relacionado à marca.

Ou seja, é o momento de investir em uma utilização sem “bugs” quando clientes acessam sites, blogs, aplicativos móveis, ferramentas e atendimento ao consumidor.

Aplicativos e Tecnologia Disruptiva

Quando se fala sobre a tecnologia disruptiva, a ideia principal é de quebra de padrões. Com o mercado cada vez mais digital, a progressão linear deixa de ser uma regra, e os gestores precisam ver além. Por isso, se necessário, é fundamental transformar e modificar completamente o modelo de negócio.

Atualmente, esse conceito é muito popular em cenários de inovação, principalmente no Vale do Silício. É fato que as startups, cujo objetivo foi de quebrar modelos tradicionais, estão se proliferando e contribuindo para grandes empresas se adaptarem a um mercado imprevisível.

Afinal, empresas como a Netflix, Spotify, Uber, Nubank e a Airbnb, provaram que a curva de evolução não é gradual, e o ineditismo fez a diferença. Ou seja, fizeram diferente e ascenderam rapidamente em pouco tempo.

A experiência no ambiente de trabalho

Os novos modelos de gestão de equipes em trabalho remoto estão em alta, seja a aposta no home office ou em escritórios compartilhados. Todavia, se essa não é uma opção do empresário, ele deve saber que investir no bem-estar da equipe é fundamental e prioritário para o próximo ano.

O empresário deve saber que investir no bem-estar da equipe é fundamental e prioritário para o próximo ano.

O empresário deve saber que investir no bem-estar da equipe é fundamental e prioritário para o próximo ano.

Para Wesley Garcia Gomes, diretor comercial da Wesco,, os colaboradores é que fazem a empresa ser o que é, e são elas que operacionalizam tudo, que falam com o cliente. “Se elas estiverem desmotivadas, se sentindo desvalorizadas, desconfortáveis em seu momento de trabalho e sem uma infraestrutura básica no ambiente, com certeza isso vai se refletir na qualidade do trabalho desenvolvido. Consequentemente, terá reflexos na performance da empresa como um todo”.

Wesley destaca que o custo é recompensador em curto prazo e usar a questão financeira como desculpa, pode ser fatal para o negócio. “Inúmeras empresas que pararam no tempo e não se reinventaram quebraram, vai chegar a hora em que quem não acordar e perceber que a relação funcionário-patrão é uma via de mão dupla e de que ambos necessitam um do outro mutuamente, também não vai sobreviver”.

Banheiros: estratégicos para o bem-estar de funcionários

Manter banheiros preparados para receber de forma confortável e seguro todos os funcionários da empresa é, além de afirmar um compromisso assegurado como direito do trabalhador, um diferencial que se refletirá na produtividade de todos da empresa.

Veja alguns utensílios que, aliados com uma higienização periódica e manutenção do ambiente dos banheiros, podem auxiliar nessa melhor recepção dos usuários:

Bloqueador de odores sanitários FreeCô

Produtos_Site_FreeCo_ProfessionalTrata-se de um spray de óleos naturais aromatizados que deve ser espirrado na água do vaso sanitário antes de fazer o “número 2”. Assim, se forma uma camada na parte superior da água, que as fezes furam quando caem, mas é imediatamente restaurada e as fezes ficam debaixo vedadas, impedindo que o cheiro saia. Como o óleo é aromatizado, é como se as pessoas fizessem “número 2” com cheirinho mais agradável. Ao final puxa-se a descarga e tudo vai embora sem deixar nenhum odor, deixando apenas um leve aroma gostoso no ar. Saiba mais sobre essa inovação aqui.

Protetor de assento sanitário

O protetor de assento sanitário descartável é um conceito de higiene, para proteção da saúde contra os riscos de contaminação em toaletes coletivos. Feito em papel hidrossolúvel, é um hábito já consagrado e largamente utilizado nos mais avançados centros do mundo. Veja mais sobre esse produto aqui.

Coletor de Absorvente

Produzido no formato de luva, em polietileno de alta densidade (PEAD 1° uso), evita o contato direto na hora de trocar de absorvente e simplifica o seu descarte, contribuindo para a não contaminação do ambiente onde está sendo descartado. Veja aqui mais informações.

Dispenser para fio dental

O dispenser de Fio Dental é fácil de usar e deve ser instalado em ambientes: onde o zelo e a higiene são fundamentais. É recomendado a lugares públicos como escritórios, indústrias, restaurantes, universidades, órgãos governamentais, consultórios, laboratórios, hospitais e outros. Conheça essa inovação aqui!

Kit de enxaguante bucal Listerine

Leve ao seu estabelecimento um produto de fácil acesso, que preserva a saúde de sua equipe e clientes. Sinta um agradável frescor com antisséptico bucal Listerine sabor Cool Mint. Saiba mais sobre essa inovação aqui!

Com informações: SBCoaching, Exame, Computer World, UOL Economia, Estadão Economia.