Cuidados contra a gripe na estação mais fria do ano

Cuidados contra a gripe na estação mais fria do ano

Com a chegada do inverno é preciso ligar o alerta para os perigos do contágio da gripe. Nos últimos meses a campanha de vacinação promovida pelo governo federal buscou atender o grupo prioritário, com 63,7 milhões de doses disponíveis nos postos de saúde por todo país.

A medida do governo tem por objetivo fortalecer a imunidade do grupo mais suscetível ao vírus: crianças de 6 meses a 5 anos de idade, gestantes, puérperas, mães que deram à luz há menos de 45 dias, idosos, profissionais de saúde, professores da rede pública ou privada, portadores de doenças crônicas, povos indígenas e pessoas privadas de liberdade.

Ainda que as medidas adotadas tenham impacto na diminuição de casos pelo país, é preciso estar atento aos perigos das infecções nos grupos descobertos pela campanha de vacinação. Profissionais de todas as áreas precisam adotar boas práticas para evitar o contágio e a transmissão dos mais diversos tipos de vírus, que podem levar a complicações graves e até mesmo ao óbito.

Até o início de junho, foram registradas 199 mortes, de acordo com balanço do Ministério da Saúde. Deste total, 74,4% foi provocada pelo vírus influenza A (H1N1). Em 2018, até a segunda semana de julho, o país registrou 839 mortes por gripe e 4.680 infecções.

Diante dos números, fica evidente o impacto emocional ou mesmo social nas famílias e comunidades mais afetadas, o que consequentemente irá refletir na produtividade das empresas. Por esta razão, é necessário que também as empresas participem da campanha, quando possível, através da aquisição e distribuição da vacina para os funcionários e com a realização de ações para orientar os trabalhadores na prevenção da doença.

Importância da prevenção nas empresas

O vírus pode ser transmitido através das secreções das vias respiratórias quando estas entram em contato com outras pessoas por meio da fala, espirros e tosse. O ambiente de trabalho com grande fluxo de pessoas é um cenário muito propício para a proliferação da infecção.

Enganam-se aqueles que acreditam estar protegidos por terem recebido a vacina no ano anterior. Isso porque o vírus passa por muitas mutações, alterando sua carga viral de um ano para outro e por esse motivo, vacinar-se todo ano é essencial. A vacina tem a função de evitar o contágio da doença, transmitida pelo vírus Influenza.

Outras medidas essenciais devem ser aplicadas tanto no trabalho quanto em casa. A mais importante delas é cuidar da higiene das mãos, pois elas são o principal veículo de infecção pela influenza, já que pessoas contaminadas podem espalhar o vírus em: corrimões; maçanetas; barras de ônibus e metrô, botões de elevadores, etc.

Aqueles que apresentam sinais de tosse e espirro devem, pelas mesmas razões citadas anteriormente, preferencialmente cobrir a boca e o nariz com o antebraço ao tossir e/ou espirrar, assim evita-se que gotículas de saliva fiquem suspensas no ar, entrando no sistema respiratório de outra pessoa. Manter o ambiente arejado também diminui o risco de transmissão do vírus.

Algumas orientações do Ministério da Saúde também podem ser aplicadas nas empresas:

Como se prevenir da gripe:

  • Evite o contato próximo a pessoas que apresentem sinais ou sintomas de gripe;
  • Lave as mãos frequentemente com água e sabão. Se não tiver água e sabão, use álcool em gel;
  • Evite tocar a boca, nariz e olhos;
  • Limpe e desinfete superfícies que podem estar contaminadas, como mesa e corrimão;
  • Mantenha hábitos saudáveis, como alimentação balanceada, ingestão de líquidos e atividade física;
  • Ao sentir os sintomas da doença (febre, calafrio, dor de cabeça, tosse, dor de garganta, ou outros sintomas) procure um serviço de saúde;
  • Não compartilhe objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;
  • Mantenha os ambientes bem ventilados, com portas e janelas abertas.

Como evitar a transmissão, se você estiver doente:

  • Evite sair de casa enquanto estiver com febre;
  • Quando possível, evite contato próximo com outras pessoas para evitar a transmissão;
  • Adote hábitos saudáveis, como alimentação balanceada e ingestão de líquidos;
  • Lave as mãos frequentemente com água e sabão. Se não tiver água e sabão, use álcool em gel;
  • Cubra o nariz e a boca com o antebraço ou lenço descartável (preferencialmente) ao tossir ou espirrar. Jogue o lenço no lixo e lave as mãos;
  • Não compartilhe objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;
  • Evite aglomerações e ambientes fechados, procurando manter os ambientes ventilados;
  • Procure um serviço de saúde.

Linha Wesco para promoção do bem-estar nas empresas

A Wesco é especializada em promover a qualidade de vida e bem-estar das pessoas ao oferecer produtos destinados à higiene pessoal e a um ambiente limpo e saudável.

O dispenser Tork Sabonete Suave em espuma facilita a limpeza das mãos, além de possuir ingredientes que reduzem o risco de irritação da pele. Com capacidade de armazenamento de 1L, o dispenser nas opções com sensor e toque manual libera 0,4ml de espuma por acionamento, quantidade ideal para a limpeza da pele sem desperdício de produto.

A escolha do produto para secar as mãos é muito importante quando estamos pensando na eliminação de bactérias. Pesquisas indicam que aparelhos modernos que sopram ar podem aumentar o número de microorganismos nas mãos em 117%. Veja mais aqui.

O papel toalha é o produto ideal para secar as mãos, por isso a linha de dispensers Tork Elevation para papel toalha completa o procedimento de limpeza. E assegura a higiene com o sistema touch-free, onde o usuário toca apenas no papel que vai utilizar. O dispenser possui uma aparência moderna e é adequado para espaços que recebem muitos visitantes.

 

Para complementar a higiene dos funcionários o dispenser de Álcool Purell pode ser instalado em qualquer ambiente. O dispositivo com sensor de acionamento disponibiliza apenas 1 ml de álcool em gel, suficiente para eliminar 99,9% dos vírus e bactérias.

Elaborado com álcool de cereais, que contém propriedades que permitem a combinação com umectantes que não irritam ou prejudicam a pele, proporciona um uso contínuo do produto, ajudando, assim, a manter todos em seu estabelecimento mais protegidos.

Vale lembrar que o uso do álcool gel não substitui a tradicional lavagem das mãos com água e sabão, mas é indispensável complemento para uma higienização completa.

Conheça a Wesco e descubra o produto ideal para a sua empresa fortalecer o ambiente de trabalho e a relação com o cliente. Clique aqui!

---

Referências: Ministério da Saúde, Sesi, Abril, G1