Conheça o movimento do Slow Food | Wesco

Conheça o movimento do Slow Food

Entenda o movimento que está virando tendência

Quem trabalha com a gastronomia ou quem é apaixonado por ela já percebeu que há uma nova tendência se popularizando pelo mundo: o Slow Food. Movimento gastronômico fundado em 1986 pelo italiano Carlo Petrini, virou uma fundação mundial sem fins lucrativos em 1989, e desde então está presente em mais de 150 países.

O slow food parte do princípio que a comida e o ato de comer devem ser feitos com prazer e com os melhores ingredientes possíveis, resistindo a tendência de padronizar o alimento em escala mundial. Por ser um conceito que segue a noção da eco gastronomia, faz muito sucesso em restaurantes voltados a dietas restritivas, como o veganismo por exemplo, e entre aqueles que buscam uma vida mais saudável, além de poder ser um tremendo diferencial em um negócio. Conheça mais sobre o slow food abaixo.

O que é Slow Food?

Slow em inglês significa “lento, devagar”, e justamente assim que o conceito defende como deve ser a forma de cozimento e de apreciação da comida. Mas não se engane – ficar cozinhando algo por horas à fio não tem nada a ver com o conceito. Aqui, o lento significa paciência, dedicação, prazer e natural.

O slow food é um movimento que promove o retorno às práticas culinárias mais tradicionais, mais antigas e caseiras. Ou seja, nada de ficar apertando botões e abrindo pacotes de comida semi pronta.

Slow Food – O Movimento

O slow food como movimento faz com que o indivíduo olhe para além da comida, mostrando que o movimento tem muito a ver com qualidade de vida, com o consumo responsável e ético, e que tem a ver com valores familiares e regionais, incluindo a cultura relacionada aos prazeres gastronômicos.

Além disso, o conceito motiva o envolvimento: envolvimento com os funcionários do estabelecimento, envolvimento com o agricultor que plantou seu insumo, envolvimento com impacto ambiental que esse agricultor causou, etc.

Por ser um movimento que retorna às práticas mais tradicionais, os alimentos com modificações genéticas e alimentos industrialmente criados não são bem-vindos, assim como alimentos cultivados com agrotóxicos e animais criados com hormônios. Os adeptos desse movimento só utilizam alimentos de origem orgânica, e quanto maior a relação do cozinheiro com o agricultor orgânico, melhor. Por causa disso, o slow food também incentiva o cultivo próprio.

Lembra do envolvimento? Então, isso também engloba o compartilhamento de experiências gastronômicas. Comeu algo incrível e se apaixonou? Aprenda tudo que der sobre o prato (se for com o próprio cozinheiro, melhor ainda) e mostre isso na hora de cozinhar para você ou para os seus clientes.

Filosofia

O slow food tem como filosofia acreditar que todos possuem o direito fundamental ao prazer de comer bem, e como consequência disso, acredita que é um dever defender a culinária tradicional, suas heranças e suas culturas, pois são elas que garantem o prazer da experiência gastronômica.

Além disso, o movimento segue a noção da eco gastronomia, admitindo as inquestionáveis conexões entre o prato e a Terra. Segue a filosofia que o alimento deve ser “bom, limpo e justo”, ou seja, o alimento deve ter um sabor bom, ser cultivado da forma mais limpa possível, sem prejudicar a nossa saúde e o ecossistema, e o alimento deve ter um pagamento justo aos seus cultivadores.

O slow food incentiva seus adeptos a serem coprodutores além de meros consumidores, e acreditam que isso é possível através do aprendizado sobre como o alimento é produzido e com o efetivo apoio aos produtores.

Cuidado com o cliente é essencial

Não importa se for numa loja física, em um food truck, em um fast food ou em um fast casual. Fazer com que os seus clientes se sintam bem em seu restaurante é sempre importante.

Seja com um bom atendimento, com um lugar confortável ou com uma alimentação diferenciada, a Wesco oferece uma linha de qualidade superior para atender as necessidades de restaurantes engajados com um bom serviço.

A Wesco possui diversos modelos de dispensers para o banheiro, como dispenser para fio dental, para enxaguante bucal, papel higiênico, entre outros. Entre aqui no site e confira.

Com informações de: Slow Food Brasil; Blog eComanda.