O condomínio está com dívidas, como proceder? | Wesco

O condomínio está com dívidas, como proceder?

Há algum tempo, já falamos aqui no blog da Wesco como ficou a nova cobrança de condomínios, que tem como intuito ajudar o condomínio a cobrar de condôminos inadimplentes e tornar o processo mais simples.

Mas em alguns casos, o condomínio está com dívidas. Quando isso acontece, como o sindico e a administração do condomínio devem proceder? Confira abaixo.

O meu condomínio está com dividas, e agora?

Se o seu condomínio está com dívidas, saiba que é um desafio costumeiro e que deve ser lidado imediatamente, antes que vire uma bola de neve e se torne difícil de se livrar. Essas dividas costumam ainda causar impactos significativos na administração do condomínio, pois não envolve apenas o aspecto financeiro, envolve também a moral.

Cada caso é um caso diferente, mas todos devem ser avaliados e analisados com cuidado, já que todo mês há a entrada das taxas pagas pelos condôminos e que, idealmente, deveria ser o suficiente para pagar as despesas do condomínio. Além disso, o condomínio não é uma empresa, não tem atividades econômicas e nem gera lucro. O máximo que o condomínio pode (e deve) fazer é realizar é capitação das suas despesas entre os condôminos.

Um dos principais motivos de um condomínio estar com dividas, é a má administração pelo sindico. Nem sempre a pessoa eleita como sindico possui os conhecimentos necessários para lidar as despesas, e pode acabar causando más decisões financeiras, como, por exemplo, gastar mais dinheiro que o necessário ou calcular mal a previsão orçamentária.

Outro motivo que se tornou mais comum em endividar muitos condomínios, foi a súbita alta do percentual de inadimplência da taxa condominial, aliada ao reajuste de despesas com terceiros acima da inflação, como, por exemplo, luz, água e gás.

Nesses casos, é importante conscientizar todos os condôminos que estão com pagamentos atrasados e conversar com todos os moradores e funcionários do condomínio, a fim de tentar encontrar uma solução que fique adequada para todos, sem aumentar as dívidas do condomínio.

Como evitar mais transtornos

O sindico pode buscar ajuda de profissionais da área financeira para lhe assessorar. Se no condomínio houver alguém dessa área, é válido conversar com essa pessoa. Esse profissional, poderá orientar sobre as obrigações legais que o condomínio precisa seguir, além de ajudar com o controle de folha de pagamento dos empregados do condomínio e com as emissões de guias de recolhimento de tributos e de contribuições devidas. É importante lembrar que, o sindico continua sendo o responsável pela administração do condomínio, e cabe a ele revisar todos esses documentos.

Outra dica para evitar transtornos é que o sindico pode, de tempos em tempos, pedir certidões negativas junto aos órgãos públicos a fim de se assegurar de que não há dividas pendentes, e se tiver, para que possa resolve-las o mais rápido possível.

Há também a possibilidade de realizar um reajuste no fim do ano da taxa condominial, para evitar que haja dividas maiores no ano seguinte.

Em casos emergenciais, se o sindico perceber que irá faltar dinheiro no próximo mês, é possível contatar o Conselho Fiscal a fim de decidir se há a necessidade de um reajuste emergencial. Nesses casos, é necessário convocar a Assembleia Geral para uma reunião, com a participação dos condôminos, e explicar a situação do condomínio.

Dentre as complicações que um condomínio com dividas pode ter estão:

  • CNPJ cheio de dívidas atreladas, impedindo a emissão de certidões, complicando operações com bancos e fornecedores, podendo ter o nome e o CNPJ na lista de Divida Ativa, Serasa ou no SPC;
  • O sindico irá responder civil e criminalmente caso seja comprovado má fé de sua parte na administração, e o mesmo é aplicado se o condomínio for administrado por uma administradora;

Evite mais um transtorno com Acacabou

Caminhar com seu melhor amigo nos arredores e dentro de seu condomínio também faz bem, tanto para a sua saúde como para a saúde do seu amigo! Porém, na falta de saquinhos de coleta de fezes, ou a falta de consciência de alguns donos, é comum reclamações e até brigas por causa de sujeira no espaço de vivência entre moradores.

Uma solução prática é instalar um dispenser que possibilita a retirada de saquinhos um a um. Ele pode ficar fixado nos locais por onde as pessoas circulam ao passear com seus cães. É o fim do transtorno. Saiba mais aqui.

Com informações de: Portal do Condomínio.