Alergias e gripes: como evitar contágios no escritório?

Alergias e gripes: como evitar contágios no escritório?

Como prevenir a proliferação de vírus e bactérias e assim evitar faltas dos colaboradores

No último dia 21 de junho, o outono deu lugar para a estação mais fria do ano: o inverno. E, aos poucos, já é possível observar a diminuição gradativa das chuvas e o avanço do tempo seco e da baixa umidade. Em São Paulo, por exemplo, a previsão é que, em julho e agosto, as temperaturas variem entre mínimas de 12,3°C e máximas de 22,4°C, devendo esquentar apenas em setembro.

Para quem trabalha em escritórios ou ambientes mais fechados, essa temperatura mais baixa acaba criando hábitos perigosos como fechar janelas ou desligar refrigeradores e ventiladores, que auxiliam na circulação e renovação do ar. Dessa forma, os fungos e bactérias se proliferam com mais facilidade, desencadeando doenças e epidemias.

As principais doenças do inverno são as respiratórias transmissíveis, como resfriados e gripes, além do agravamento de outras como, rinite, asma, sinusite, otite e pneumonia. Além de proliferarem em ambientes fechados, essas doenças são mais comuns no inverno, pois a temperatura favorece a disseminação de vírus e bactérias, já que a temperatura fica mais baixa e o ar fica mais seco.

As principais doenças de inverno

São muitas doenças que surgem com mais frequência no inverno. Para pessoas que possuem algum tipo crônico de doenças respiratórias, esse período requer mais atenção. Para os que acabam sendo vítimas de algum vírus ou bactéria, cabe a busca por um profissional da saúde ou remédios que prometem combater as mazelas.

Mayko Felix França, Técnico Bancário, vivenciou na pele os transtornos causados por uma amidalite severa. Foi uma semana de febre alta, dor na garganta e afastamento do serviço por seis dias. Com a temperatura do ambiente oscilando entre calor e frio, além do ar estar mais seco, Mayko acredita que os péssimos hábitos da empresa contribuíram para sua doença.

“O ar condicionado no escritório é forte e o ambiente é muito fechado. Além disso, a qualidade do ar também não é das melhores”, aponta. Depois do uso de antibióticos por mais de cinco dias, Mayko conseguiu voltar ao trabalho, porém, sabe que a rotina foi quebrada e o ritmo perdido. “Sem dúvidas minha ausência atrapalhou o andamento normal do serviço, pois atuo em uma área estratégica”.

A amidalite é uma inflamação das amígdalas, localizadas na garganta, provocada pela entrada de um vírus ou bactéria no corpo. Além de febre e uma intensa dor de garganta que causa incômodo ao ingerir alimentos ou líquidos, outros sintomas podem ser percebidos como: mau hálito, formação de placas (bacterianas) e aumento de gânglios na região.

Crescimento de doenças

Como Mayko relatou, muitas empresas erram em manter ar condicionado funcionando sem qualquer tipo de preocupação ou equilíbrio. Isso cria situações de grande contraste quando as pessoas saem ou entram em ambientes com climas diferentes.

pina-messina-464955-unsplash

Especialista aponta que no inverno ocorre um aumento o consumo de antigripais e de antialérgicos.

“Embora não tenhamos no Brasil as quatro estações do ano muito bem definidas, nessa época de junho até setembro (quando as temperaturas caem), as doenças respiratórias, principalmente, as rinites alérgicas e a gripe, são comuns nesse período. Com isso, aumenta o consumo de antigripais e de antialérgicos”, aponta o Dr. Getulio Tavares, Farmacêutico bioquímico.

O especialista, que trabalha com empreendimentos varejistas no ramo farmacêutico, destaca que os antialérgicos são os tipos de medicamentos que mais representam um aumento significativo nas vendas.

Alergias respiratórias

As alergias ocorrem durante todas as épocas do ano, mas se acentuam no inverno. Afinal, são exatamente os ambientes fechados que favorecem a proliferação de ácaros e o acúmulo de partículas alergênicas e mofos. Isso aumenta a incidência de alergias, principalmente as que envolvem o sistema respiratório.

Os sintomas mais comuns das alergias respiratórias são:

  • Tosses;
  • Congestionamento nasal;
  • Espirros frequentes;
  • Irritação nos olhos.

Como evitar? 

É possível evitar as alergias. Para isso basta seguir algumas medidas como:

  • Deixe o ambiente de trabalho aberto em alguns momentos do dia para que haja circulação de ar;
  • Oriente os colaboradores para que tenham cuidado ao usar casacos, cachecóis e outras peças de roupa que estão guardadas há muito tempo. O ideal é que essas peças sejam higienizadas e deixadas no sol antes do uso;
  • Se mesmo com os cuidados, surgirem os primeiros sintomas, peça que o colaborador procure um médico.

Gripe: doença pode até matar

Nos primeiros quatro meses de 2018, 62 pessoas morreram de gripe no Brasil. Muito comum e perigosa, a doença é causada por um vírus, a influenza, que se prolifera rápido, fazendo-o altamente contagioso. Essa proliferação é muito comum pelo ar e pelo contato com gotículas de saliva da pessoa infectada.

Quando se trata de um ambiente fechado, como um escritório, o vírus se espalha com grande rapidez.

Sintomas da gripe

Quando infectada, a pessoa gripada tem os seguintes sintomas:

  • Mal-estar e desconforto;
  • Dores no corpo;
  • Espirros;
  • Tosses;
  • Congestionamento nasal;
  • Febre.

Sem a existência de um tratamento específico que possa eliminar o vírus, os médicos indicam medicações que aliviam os sintomas.

Como prevenir?

A prevenção da gripe é muito parecida com a de alergias. Deve-se evitar ambientes fechados e indicar que os colaboradores tenham uma boa alimentação, rica em vitamina C e se hidratem corretamente. Lavar as mãos periodicamente é de suma importância para que a proliferação seja evitada.

Soluções Wesco para empresas

Para preservar o bem-estar e saúde de funcionários e clientes de cada empresa, a Wesco possui diversos produtos que atendem a sua necessidade, promovendo um ambiente seguro e livre de contaminações que possam vir a prejudicar o ambiente de trabalho e diminuir a efetividade da produção.

A linha de dispensers para sabonetes é fácil de usar, possui liberação precisa, evitando o desperdício do produto, e facilitando o uso por crianças e idosos. Os dispensers para papel toalha interfolhada proporcionam a economia comprovada de até 33% no consumo de papel ante a todos os outros sistemas do mercado, evitando o desperdício durante a utilização. Podendo ser instalados em qualquer ambiente, o dispenser para álcool em gel é excelente para a higienização rápida das mãos, já que não há necessidade de enxágue.

Empresas que oferecem mais qualidade de vida no trabalho geram maior vínculo com os seus funcionários promovendo um ambiente mais acolhedor, o que auxilia a motivação das atividades, o aumento da produtividade e principalmente o respeito mútuo que incentiva cuidados para evitar a proliferação de doenças.

A Wesco possui uma variedade de produtos indispensáveis para os cuidados da saúde e melhor satisfação de empregados e clientes. Para ter acesso a mais informações, tirar duvidas e conhecer nossa linha completa de produtos clique aqui.

Com informações: Vertex, Tua Saúde, Correio Braziliense.