10 dicas importantes sobre segurança de condomínios

10 dicas importantes para aumentar a segurança de condomínios

Atualmente se você pretender entrar num edifício no qual existem moradores, empresas, ou ambos, você terá que fazer uma parada na portaria e se identificar.

Mas será que apenas isso é suficiente para ter um condomínio seguro? Certamente não. Então, o que mais pode e deve ser feito para aumentar a segurança de condomínios?

Vamos ver, a seguir, 10 dicas para aumentar a segurança de condomínios:

  1. Orientar zelador, porteiros e demais funcionários sobre as diferentes maneiras usadas pelos bandidos e assaltantes para tentar entrar nos condomínios.
  1. Todos os funcionários devem ser submetidos a rigorosa pesquisa de antecedentes criminais e de histórico profissional. Verificar cuidadosamente as referências apresentadas pelos candidatos.
  1. O procedimento usado para cadastrar os condôminos e os funcionários do condomínio deve também ser aplicado aos funcionários dos condôminos, como empregadas domésticas, babás, cuidadores, etc.
  1. Cadastrar todos os condôminos e seus parentes próximos que normalmente entram no condomínio, usando moderna tecnologia (link para artigo anterior) para identificar essas pessoas.
  1. Identificar todos os veículos pertencentes aos condôminos e aos seus frequentes visitantes.
  1. No caso da realização de obras no condomínio, cadastrar todos os trabalhadores contratados e obrigar o uso de crachás com foto. O mesmo procedimento deve valer para os prestadores habituais de serviço, como funcionários das concessionárias de serviço público (Eletropaulo, Vivo, Sabesp, etc.).
  1. Não deve ser permitida a entrada de entregadores no condomínio. Os condôminos devem ir até a portaria, e receber pessoalmente as entregas, mantendo os entregadores do lado de fora.
  1. Organizar e realizar cursos de treinamento e de reciclagem oferecidos por bombeiros, policiais e outros. Estes cursos devem ser frequentados não apenas pelo zelador, porteiros e demais funcionários, como também, e principalmente, pelos condôminos.
  1. Instalar modernos sistemas de segurança (link com post anterior), aproveitando o desenvolvimento recente da tecnologia nesta área.
  1. Instalar um sistema de vigilância (tipo botão do pânico silencioso), que avise automaticamente outros condomínios da vizinhança, a polícia, os bombeiros (quando for o caso) se houver algo anormal por perto.

Além destas 10 dicas, alguns tipos de condomínio podem requerer outros cuidados, especialmente os grandes condomínios com muitas casas e/ou conjuntos de edifícios.

Estes casos serão abordados num próximo artigo.

Você gostou deste post? Você mora em condomínio? Tem alguma sugestão de segurança, ou algum caso interessante que queira compartilhar conosco? Por favor, deixe os seus comentários no espaço a seguir.

Com informações:
G1
SindicoNet